segunda-feira, agosto 7

Slow Living

"And then one day I decided that hurry and stress were no longer going to be part of my life. Stress is self-created; I decided to stop manufacturing it. We can choose na internal calm and joy even in the chaos.". Brendo Burchard 

PT

Slow living, slow movement, movimento slow. São vários os nomes usados para denominar este movimento internacional, que caracteriza uma nova forma de vida - viver no ritmo adequado para o bem-estar e desenvolvimento pessoal, social, comunitário e ambiental.
O Slow Movement é uma filosofia de vida que desafia a cultura do excesso, velocidade e da quantidade sobre a qualidade. Num mundo frenético e sobrecarregado como o nosso, devemos tentar viver no ritmo certo, privilegiando a qualidade, o equilíbrio e o bem estar, em todas as áreas da nossa vida.

Este movimento surge como a expressão de um modelo alternativo perante as dificuldades do mundo atual e do atual modelo de desenvolvimento; é um conceito humanista.

Eu, pessoalmente, identifico-me muito com os seus princípios, e com a ideia geral de que é necessário abrandar e dar importância ao que realmente importa.

Viver num ritmo mais slow é viver num ritmo equilibrado que seja bom para o corpo e para a mente, para o planeta (sustentabilidade) e para os relacionamentos com o exterior. Trata-se de querer viver com maior qualidade para nós próprios e os outros.

Slow Living não é deixar a tua vida e mudares-te para o meio do nada, ou seres como os instagrammers que vês. É acerca de decidires o que é importante, e focares-te nisso. Quando tens um foco, um objetivo, o barulho de fundo já não te incomoda. E começas a apreciar todos os pequenos momentos - que podem simplesmente estar sentada a beber café.

"Quem vive devagar sabe que a felicidade já está aqui, ou se não está, somos nós os responsáveis por trazê-la de volta."

Deixo-vos algumas dicas e um pequeno desafio. Trata-se de implementar certas medidas na tua vida.

- Faz uma caminhada pela natureza todos os dias. Podem ser só 5 minutos.
- Cria uma rotina diária, para quando te levantas e para quando te deitas.
- Cozinha as tuas refeições sempre que puderes.
- Arranja meia hora todos os dias para ler.
- Para de ser muti tasking. Faz uma coisa de cada vez.
- Não te compares com os outros. Nunca.
- Sê grato.
- Senta-te, em silêncio, durante 1 minuto.
- Começa um pequeno jardim/horta. Ou uma atividade que te relaxe.

Começa a fazer isto todos os dias. São coisas pequenas, facilmente as poderás implementar.

"Stop the glorification of busy."



EN

Slow living, slow movement, slow movement. There are several names used to describe this international movement, which characterizes a new way of life - living at the right pace for personal, social, community and environmental well-being and development.Slow Movement is a philosophy of life that challenges the culture of excess, speed and quantity over quality. In a frenzied and overburdened world like ours, we should try to live in the right rhythm, privileging quality, balance and well-being in all areas of our lives.

This movement emerges as the expression of an alternative model in the face of the difficulties of the current world and the current model of development; Is a humanistic concept.


I personally identify myself with it's principles, and with the general idea that it is necessary to slow down and give importance to what really matters.


Living at a slower pace is living at a balanced pace that is good for the body and mind, for the planet (sustainability), and for relationships with the outside world. It is about wanting to live with greater quality for ourselves and others.

Slow Living is not to leave your life and move into the middle of nowhere, or beings like the instagrammers you see. It's about deciding what's important, and focusing on it. When you have a focus, a goal, the background noise no longer bothers you. And you start to appreciate all the little moments - you may just be sitting down drinking coffee.

"Those who live slowly know that happiness is already here, or if it is not, we are responsible for bringing it back."

I leave you some tips and a small challenge. It is about implementing certain measures in your life.

- Take a walk through nature every day. It could be only 5 minutes.
- Create a daily routine, when you get up and when you go to bed.
- Cook your meals whenever you can.
- Get yourself half an hour every day to read.
- Stop being muti tasking. Do one thing at a time.
- Do not compare yourself with others. Never.
- Be grateful.
- Sit in silence for a minute.

- Start a small garden. Or another activity that relaxes you.

Start doing this every day. They are small things, you can easily implement them.

"Stop the glorification of busy."


With love,
Anna.

6 comentários:

  1. Adorei este post. A verdade é que vivemos neste ritmo frenético, muitas vezes nem é por o querermos, mas sim porque a sociedade assim acaba por obrigar. Podemos ter a nossa bolha de slow living mas lá fora o mundo acontece, as pessoas pedem mais de nós, tudo está cada vez mais competitivo e ficamos com a sensação de "ficar para trás". Quem me dera conseguir implementar isto, um dia... adoraria viver assim, sem pressas, sem pressões... infelizmente a verdade é que sinto a pressão, mais que não seja para ganhar dinheiro e sobreviver... É complicado!
    mas adorei a ideia e o post.

    beijinhos

    www.mulherxl.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Cláudia.
      Percebo perfeitamente o que queres dizer: a sociedade obriga-nos e incentiva a competição, o tentar ser melhor, o que obriga a que tenhamos de viver a 1000 a hora. Mas está errado!
      Espero que consigas. Que consigas por de lado toda essa correria, esse stress que te desgasta aos poucos, e que possas viver bem, devagar e feliz :)
      O conselho que te dou é que tentes implementar algumas das dicas que dou neste post. E tires uma hora por dia para isso. Espero que isso te faça sentir melhor :)

      Beijinhos *

      Eliminar
  2. Olá minha querida Anna! Já tinha saudades de te visitar. Obrigada pelo carinho e pelo apoio.

    Esta última semana, fez ver as minhas prioridades e de facto ter um foco faz com que tudo seja mais fácil. Gostei deste teu texto. beijinhos

    https://saboresdoninho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida,
      Ando meia doentinha, daí esta demora!

      Fiquei tão feliz ver que tinhas voltado! Ainda não consegui passar no teu blog (e hoje é a primeira vez nesta semana que venho ao meu ehe) porque a net não me tem facilitado a vida!
      Espero que essa semana te tenha ajudado em tudo o que precisavas :) é tão bom ter-te de volta <3

      Um beijinho!

      Eliminar
    2. Obrigada pelo carinho! Foi uma semana intensa, mas esclarecedora em muitos aspectos. beijinhos

      https://saboresdoninho.blogspot.pt/

      Eliminar
    3. Fico muito feliz por isso! Ás vezes todos nós precisamos de tirar uma semana para nos voltarmos a concentrar no que importa e no que realmente queremos fazer :)

      Beijinhos!

      Eliminar

Share your thoughts with me :)